O que a liderança tem em comum em todas as partes do mundo?

O que há com a liderança que faz com que ela pareça tão inatingível?

O que a liderança tem em comum em todas as partes do mundo?

Nós perseguimos a liderança como se fosse algo a ser conquistado ou domado. Apenas quando pensamos que temos liderar os outros totalmente dentro do nosso controle, surge uma situação que exige algo muito diferente de nós. De repente, ficamos soltos, sentindo-nos sozinhos e sem saber como responder. Nestes momentos extraordinários da realidade, nossa confiança excessiva mais uma vez se transforma em humildade. Somos lembrados de que a liderança é uma prática e que o domínio dela nunca pode ser totalmente alcançado.

Ao longo dos anos, trabalhei com muitas dezenas de líderes em todo o mundo: no Canadá, na América Central, em Cingapura, nos Emirados Árabes Unidos e nos Estados Unidos. Embora todos os líderes com quem trabalhei sejam únicos como pessoas, seus testes de liderança têm muitas semelhanças. Suas lutas não são definidas por fronteiras geográficas e não são totalmente limitadas por diferenças culturais ou normas sociais, apesar do que as fronteiras internacionais possam sugerir. Em última análise, seus desafios de liderança compartilham um DNA comum – como se tivessem nascido do mesmo e abundante estoque de raízes fortificadas que obstinadamente resistiram ao teste do tempo.

Através do meu próprio trabalho como líder, bem como do trabalho que fiz com os outros, aprendi que, enquanto a jornada de cada líder é pavimentada com circunstâncias únicas, há um pequeno punhado de verdades universais. Essas verdades, quando praticadas, oferecem orientação valiosa a todos os líderes aspirantes em qualquer nível de organização que realmente desejam ser melhores líderes hoje do que eram ontem.

.

O que a liderança tem em comum em todas as partes do mundo?

Veja aqui as 5 Verdades Universais da Liderança:

  • Verdade #1: Liderança é uma jornada, não um destino.
  • Verdade #2: Liderança significa algo.
  • Verdade #3: Liderança é difícil.
  • Verdade #4: Liderança é uma crença nos outros.
  • Verdade #5: Liderança é uma mentalidade.

.

Verdade #1: Liderança é uma jornada, não um destino.

Por mais que tentemos, nenhum de nós nunca conquistará totalmente a liderança. A liderança é difícil e é inconquistável. Devemos estar dispostos a aceitar sua natureza Sísifo e, ainda assim, ter força para voltar a levantar a cada dia, sacudir a poeira e começar a rolar nossa pedra mais uma vez. Encontrar essa qualidade de perseverança profundamente dentro de nós é fundamental para nossa capacidade de liderar. A liderança não é uma transação “check-the-box” que ocorre de segunda a sexta-feira entre as 9 e as 5 horas. É uma prática que é aperfeiçoada e fortalecida ao longo de décadas de dedicação e, em qualquer momento, é o subproduto de uma vida de aprendizado comprometido.

.

Verdade #2: Liderança significa algo.

Um líder tem que representar algo ou, como diz o ditado, você se apaixona por qualquer coisa. O que defendemos precisa ser claro, incondicional e crível. Não podemos pegar emprestados os valores de outra pessoa e chamá-los de nossos. Eles devem vir de dentro de nossos seres – eles devem ser essenciais para quem somos. Quando somos incapazes de nos valer da sabedoria de nossos valores pessoais para nos guiar – por exemplo, quando uma decisão difícil precisa ser tomada, ou uma conversa difícil precisa ser feita – nos encontramos presos, procurando incessantemente pela coisa certa. fazer ou dizer. Sem um claro conjunto de valores comunicados de forma clara e implacável, corremos o risco de transmitir mensagens mistas como um sinal de rádio não totalmente sintonizado. O impacto: frustração e confusão por parte de outros que desperdiçarão tempo precioso tentando nos entender. Como líder, tudo bem estar errado. Não há problema em ser confuso.

LEIA TAMBÉM: 4 sinais de que seu colaborador está desmotivado

.

Verdade #3: Liderança é difícil.

O autor James O’Toole, em seu livro Liderança de A a Z, disse melhor:

“De todas as atividades que acontecem em uma organização, a liderança é de longe a mais difícil e mais importante.”

Ele está certo.

Muitos subestimam os ventos contrários que os líderes devem estar dispostos a suportar ou a fé e resistência que demandam. Por exemplo, agir em uma decisão que certamente trará controvérsia, ainda que acredite que, apesar da tempestade que pode causar, ainda é a coisa certa a fazer. Isso é particularmente difícil para aqueles que estão preocupados em serem amados ou têm aversão ao conflito.

Liderança seria fácil se fosse um gene que herdamos no nascimento. Eu não acredito que seja. Eu não acredito na noção de um líder nato. No entanto, acredito que existem pessoas que nascem para liderar. Penso na inspiração de Martin Luther King Jr., na perseverança de Nelson Mandela e na sabedoria de Maya Angelou. Embora eles possam ter feito parecer fácil, suas jornadas individuais de liderança foram tudo menos isso. Suas jornadas eram difíceis. Eles eram exaustivos e, sem dúvida, tiveram uma dedicação sem limites.

.

Verdade #4: Liderança é uma crença nos outros.

Nos meus programas de coaching executivo, peço aos clientes no início do nosso trabalho em conjunto para partilharem as suas definições de liderança. Eu recebo muitas respostas diferentes, todas as quais fornecem uma visão sobre o que essa pessoa acredita fundamentalmente sobre o papel de um líder e como eles vêem o papel de um seguidor. Exemplos de respostas que recebi incluem:

“Uma pessoa que faz as coisas.”
“Uma pessoa que faz com que outras pessoas façam as coisas.”
“Uma pessoa que inspira as pessoas a fazer as coisas.”
“Uma pessoa que os outros estão dispostos a seguir.”

Alguns anos atrás, eu estava trabalhando com uma executiva de uma empresa sediada na Califórnia. Pedi-lhe para compartilhar comigo sua definição de liderança. Ficou claro como ela levou a sério a minha pergunta. Ela olhou pela janela com um foco intenso. Depois de alguns momentos, ela respondeu com um ponto de vista preciso e pensativo:

“Liderança é ser o tipo de pessoa que trata as pessoas como se já fossem o que elas são capazes de se tornar.”

Uau. Pense sobre isso.

Aqueles a quem aspiramos liderar são capazes de realizar todo o seu potencial somente quando acreditam que acreditamos neles e estão genuinamente interessados ​​em seu desenvolvimento e bem-estar. Se não acreditarmos em nossos funcionários ou se perdermos a fé neles, eles sabem disso. Se não acreditamos em nosso pessoal, somos tolos de pensar que acreditam em nós. Neste contexto, o acompanhamento não é possível, apenas conformidade.

Verdade # 5: Liderança é uma mentalidade.

Um grande título e um escritório de canto não nos tornam líderes. Embora esses apetrechos frequentemente acompanhem o território, o endosso implícito que eles transmitem não é, de forma alguma, uma medida precisa da capacidade de uma pessoa liderar. Pessoas em todos os níveis de uma organização têm a capacidade de influenciar os outros de uma forma positiva, se assim o desejarem. Pessoas em todos os níveis de uma organização podem optar por investir de si mesmas em outras pessoas, tendo um interesse pessoal em um colega, ajudando-as a enxergar algo de maneira diferente ou produtiva.

Nesse aspecto, a liderança é mais uma mentalidade do que uma designação formal. Ninguém precisa de permissão para liderar. Liderança não é uma transação: é um processo de desenvolvimento sem fim.

Embora essas cinco verdades tenham surgido do meu trabalho com líderes ao longo dos anos, elas não são de forma alguma exaustivas. Eles representam meu ponto de vista, que eu espero que continue a evoluir com o tempo.

O mais importante é que investimos em nós mesmos dedicando tempo para refletir sobre as muitas voltas e reviravoltas que nossa jornada única de liderança tomou – e continuaremos a tomar como nossa busca pela liderança evoluir. Através dessa reflexão, uma visão valiosa aparecerá, e, se reservarmos tempo para transformar essa percepção em prática, estaremos no caminho certo para nos tornarmos líderes melhores hoje do que éramos ontem. Isso, nós podemos alcançar.

Texto escrito por Trever Cartwright em inglês e traduzido pela Universidade da Mudança.

Continue na Universidade da Mudança para obter conteúdos como este!

Blog Artigos Universidade da Mudança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMO ORGANIZAR PALESTRAS?

Este e-book traz tudo que você precisa saber para organizar palestras de sucesso em eventos corporativos.
Se você quer garantir o sucesso de seu evento, então baixe este E-book.

>>BAIXAR O E-BOOK