Estou saindo…

estou-saindo-universidade-mudancas-1

Com as perspectivas de crescimento e, mesmo com os altos e baixos em alguns segmentos da economia, as empresas, de maneira geral, têm contratado novos funcionários. Com isso, os bons profissionais, mesmo que intencionalmente não estejam à procura de outro trabalho, podem receber convites para mudar de emprego. Os headhunters estão à procura e profissionais competentes e capacitados e, quando encontram, não medem esforços para conquistá-los e encaminhá-los para suas empresas clientes.

Além disso, têm ainda aquelas pessoas que entendem que a procura de um novo emprego é muito mais agradável enquanto está empregado e enxergam a participação em processos seletivos como uma forma de se autoavaliar.

Mas, e se uma dessas oportunidades venha a lhe agradar e você entende que vale a pena tentar?

Antes de qualquer coisa, é importante que você saiba separar a empolgação da realidade. Qualquer empresa, à primeira vista, sempre se mostrará muito positiva, fazendo com que o candidato se entusiasme com a oportunidade. Vale uma boa análise crítica sobre o que a outra empresa representa, e isso, vai além de um estudo sobre impacto do salário e benefícios propostos. Busque conhecer a contratante, seus valores, cultura e gestão de pessoas, em especial, a estrutura organizacional, a chefia e o desenvolvimento da carreira.

Veja também vídeos do CHANGELAB que tratam deste tema.

Se, após esse filtro, você decide mudar de emprego, como agir?

A regra mais importante é ter todo cuidado para não fechar as portas da empresa atual. E, para isso, um dos cuidados é não transformar seu chefe, ou melhor, futuro ex-chefe, em um inimigo. Assim, algumas dicas devem ser seguidas:

Não saia espalhando para os colegas

Nunca diga aos colegas que você está participando de um processo seletivo sem antes falar com seu chefe. O assunto pode chegar a ele através de caminhos indiretos e isso pode dar a sensação de traição e frustração. Se chegar de maneira distorcida, pior ainda.

Fale com o chefe na hora certa e do jeito certo

Seja amigável, polido e muito ético. Converse com ele na hora menos turbulenta. Se por alguma razão o chefe parece estar tenso, prefira outro momento. Seja cuidadoso. Ele também tem o direito de possuir os sentimentos de abandono, traição e raiva.

Não o pegue de surpresa

Frequentemente converse com seu chefe sobre seus planos de longo prazo. Mostre que sua carreira é sua e que você, mesmo estando satisfeito, busca o crescimento. Ele vai entender que, se quiser te manter, precisará proporcionar a você oportunidades de desenvolvimento, caso contrário, não estranhará quando você der a notícia de que está sendo avaliado por outras empresas.

Entenda como seu chefe o vê

Você é um talento ou apenas mais um? Se para ele você é nada mais que um número na folha de pagamento, acerte primeiramente a sua vida no novo emprego e depois comente com seu chefe. Tem alguns que demitem o funcionário que pensa em mudar de emprego e, se você ainda não conseguiu o novo…

Ninguém quer perder um talento

Coloque-se no lugar do chefe. Ninguém quer ser visto com um líder que não soube reter um bom funcionário, assim sendo, entenda caso ele queira usar todas as armas para segurar você. Nessa hora vale a tentativa dele oferecer uma contraproposta ou, em casos extremos, usar o próprio networking para tentar fechar as suas portas na outra empresa. Esteja preparado para tudo. As contrapropostas para reter você também devem ser cuidadosamente avaliadas, pois, muitas vezes uma promoção ou aumento de salário fora do planejado podem vir cheio de cobranças e excesso de pressão.

Dê um tempo justo para a sua empresa

Se organize para ficar o tempo que a empresa precisar e, se possível, ajude a conseguir um substituto. É muito ruim a sensação de que você pulou do barco na hora mais importante, deixando a equipe na mão. Não saia da empresa no meio de um projeto importante, a não ser que você possa ser substituído sem grandes prejuízos. Deixe claro ao novo empregador que você tem responsabilidade e não quer prejudicar a sua empresa. Isso mostra credibilidade e você ganha pontos inclusive com os novos patrões.

Seja ético

Avise aos clientes e fornecedores que tem contato com você sobre sua saída e apresente o substituto. É bastante adequado transferir para o colega que ficará no seu lugar, o vínculo que você tem com seus parceiros. Na nova empresa, não fale mal da empresa nem do antigo patrão. Passa a impressão de pouco profissionalismo e de desrespeito à sua própria história.

Escrito pelo palestrante especialista em Mudanças, Marcelo de Elias.

1 ideia sobre “Estou saindo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMO ORGANIZAR PALESTRAS?

Este e-book traz tudo que você precisa saber para organizar palestras de sucesso em eventos corporativos.
Se você quer garantir o sucesso de seu evento, então baixe este E-book.

>>BAIXAR O E-BOOK