“Apaixone-se pelo problema, não pela solução”

Maure Pessanha, diretora executiva da Artemisia Brasil (Foto: Jorge Lepestur / Editora Globo)

Diretora executiva da Artemisia, aceleradora de negócios de alto impacto, Maure Pessanha compartilha dicas e aprendizados para empreendedores que sonham em melhorar o Brasil

 

o comando da Artemisia Brasil, Maure Pessanhaajudou a revelar alguns dos principais negócios de impacto social do país. Em sete anos de operação, a aceleradora já impulsionou mais de 300 startups com soluções voltadas à preservação do meio-ambiente e à melhoria de vida da população de baixa renda.

Este artigo foi escrito por Maure Pessanha e publicado originalmente no site Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

“Os negócios com maior potencial para mudar o Brasil são aqueles liderados por empreendedores que têm uma preocupação genuína de melhorar o país. São empreendedores que acreditam na criação de empresas escaláveis para solucionar os problemas que enxergam ao seu redor”, afirma.

Um dos destaques da PEGN de novembro, Maure compartilhou três dicas para empreendedores empenhados em criar soluções que façam bem ao país. Veja abaixo.

A edição completa está disponível a partir desta quinta-feira (8/9). Baixe a sua no site www.globomais.com.br!

FOCO NO PROBLEMA
Em vez de apenas focar no desenvolvimento de produtos e serviços, tente entender qual será o impacto que ele irá gerar na comunidade a que ele se destina. “Apaixone-se pelo problema, não pela solução. Esteja aberto para entender esse problema a fundo e o que realmente incomoda as pessoas que são afetadas pela questão”, diz Maure.

INVISTA EM PESSOAS
Montar a equipe certa é essencial para transformar projetos sócio-ambientais em empresas de alto impacto. “Se aproxime de pessoas que tenham habilidades complementares às suas — e que tenham uma vontade de fazer acontecer e colocar ideias em prática.”

ACOMPANHE OS RESULTADOS
Ouça a sua intuição, mas confie nos dados para escalar a operação. “É importante criar indicadores que meçam o impacto de suas ações. Esse acompanhamento deve existir desde o início da empresa”, diz Maure. “Vontade de de fazer acontecer é a base de tudo. Mas é preciso encontrar maneiras de medir se você está conseguindo chegar ao seu objetivo.”

Este artigo foi escrito por Maure Pessanha e publicado originalmente no sitePequenas Empresas & Grandes Negócios.

Continue aqui na Universidade da Mudança. Acesse o blog completo e veja outros conteúdos relacionados a mudança.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMO ORGANIZAR PALESTRAS?

Este e-book traz tudo que você precisa saber para organizar palestras de sucesso em eventos corporativos.
Se você quer garantir o sucesso de seu evento, então baixe este E-book.

>>BAIXAR O E-BOOK