7 Dicas para Empreender, mesmo Trabalhando

7 dicas para empreender mesmo trabalhando

“Com o aumento dos índices de desemprego e redução de renda, o empreendedorismo vem crescendo no Brasil. Os dados mais recentes do IBGE mostram que quase 12 milhões de brasileiros estão sem emprego. Uma das consequências disso é o aumento no número de novos negócios. De acordo com o Serasa Experian, o indicador de nascimento de empresas cresce a cada mês e registrou 1.020.740 novos CNPJs no País somente no primeiro semestre de 2016. O recorde para o período, desde o início da série histórica.” – Mariane Rocigno.

Outro ponto importante a destacar neste cenário, é o fato de que, muitas pessoas, mesmo estando empregadas, estão buscando um fonte extra de renda para lidar com os compromissos financeiros do mês.

Essa análise feita pela colunista do Portal NOVAREJO, é uma boa forma de compreender um pouco sobre as mudanças que o mundo dos negócios vem sofrendo. Em uma conversa que tive com Mariane, obtivemos  7 dicas valiosas para aqueles quem desejam empreender, mesmo tendo um trabalho fixo.

Quer saber quais são elas?

1. Entenda sua essência

Empreender é um processo complexo e exige dedicação e motivação. Por isso o primeiro passo é conhecer a sua essência. É preciso ter identificação com o negócio. Escolha empreender em algo que tenha a ver com você e não siga uma moda. Não é porque um conhecido abriu uma pizzaria e está se dando bem, por exemplo, que você precisa seguir o mesmo caminho. Se o negócio não tiver a ver com a sua missão de vida, a chance de se tornar algo chato e dar errado, é grande. Sem contar a energia que você está gastando em algo que não gosta no seu tempo livre.

2. Avalie a sua capacidade

Antes de investir em um negócio avalie suas capacidades. É preciso ter o conhecimento e competências para desenvolver seu negócio. O que você sabe fazer? Para ajudar, caso falte alguma habilidade, procure aprender: faça cursos, procure instituições de apoio como o Sebrae, pesquise na internet por conta própria. Se prepare para lidar com todas as atividades que o empreendedorismo exige. Aproveite a internet para fazer cursos online. É possível se organizar para fazer isso durante o horário de almoço, por exemplo.

3. Tenha uma rede de contatos, networking

Pense em uma rede de pessoas que possam te ajudar. E, sim, aproveite o networking do trabalho para isso – mas com cuidado e fora do seu horário de expediente. Quem você conhece que pode te ajudar? As redes sociais podem ser suas primeiras ferramentas de marketing, para divulgar seu trabalho e conhecer pessoas interessantes para o que você precisa. Se aproxime de grupos de empreendedores, participe de associações na sua região, compareça a eventos que reúnem empreendedores, enfim, conhecer pessoas ajuda bastante em vários sentidos.

4. Analise seus recursos disponíveis e possibilidades

Você precisa analisar tudo que você tem e o que vai precisar para abrir seu negócio. E, como está trabalhando, isso inclui o seu tempo. Quais são as possibilidades de você conseguir o que precisa? Existem coisas essenciais para o funcionamento do negócio, mas não é necessário esperar ter os maiores e melhores recursos para começar. É aconselhável que se comece devagar. Pense grande, mas comece pequeno. Identifique quantas horas por dia para além do seu trabalho você tem disponível para se dedicar ao negócio. Planeje o que fará em cada hora desse tempo livre e cumpra esse planejamento.

5. Faça um plano de negócio

Tendo tudo isso em mente, monte um plano de negócio. Um documento rascunhando tudo o que você imagina para seu empreendimento. Por exemplo: que nome terá, qual público pretende atingir, em qual região, como será feito o marketing, quais serão os produtos/serviços oferecidos e precificação. Não basta só ter uma boa ideia, é preciso fazer com que sua ideia se transforme em um negócio estruturado. Não faça nada por impulso. Nesse planejamento inclua pequenas metas e defina em qual passo do seu negócio você deixará seu trabalho ou reduzirá a carga horária dele em prol do seu negócio.

6. Persevere

Os desafios vão surgir, mas não desista nas primeiras dificuldades. Podem surgir situações que fujam da rotina, mas não se apavore. Se o negócio faz sentido para você, se você se preparou para aquilo e se planejou bem, não tem motivos para desistir. Aproveite os erros para tirar boas lições. Como seu tempo é curto, evite desviar o horário que planejou para dedicar-se ao negócio.

7. Identifique o momento de escolher

Continue no emprego, em um primeiro momento, até para minimizar os riscos, mas saiba avaliar o momento em que a escolha será inevitável. Quando perceber que o empreendimento novo está atingindo um nível de crescimento sustentável, está começando a dar resultado, será preciso escolher. Vai chegar uma hora que o empreendimento vai precisar de dedicação integral. Não se engane, achando que depois que virar seu próprio patrão, o ritmo de trabalho vai diminuir. Pelo contrário, e tudo dependerá do seu esforço e dedicação.

Texto postado em www.macelodeelias.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMO ORGANIZAR PALESTRAS?

Este e-book traz tudo que você precisa saber para organizar palestras de sucesso em eventos corporativos.
Se você quer garantir o sucesso de seu evento, então baixe este E-book.

>>BAIXAR O E-BOOK